Aço inox na indústria de alimentos

A aplicação do aço inox ainda não é obrigatória na indústria de alimentos, mas o uso dele vem sendo cada vez mais exigido. Principalmente, porque o aço inox oferece muito mais segurança, em razão da facilidade de limpeza e da manutenção de higiene, evitando contaminações através do contato com microrganismos e substâncias estranhas.

Além da higiene, o aço inox é um tipo de material que oferece resistência à corrosão e resistência mecânica, resistindo às variações de temperatura e sendo muito superior a qualquer outro tipo de material, a exemplo de plásticos, alumínio ou ferro. Sem contar que é um material durável e econômico.

Cada vez mais, o aço inoxidável é utilizado na fabricação de equipamentos onde são processados os mais diversos tipos de alimentos. Além da exigência de órgãos fiscalizadores, o mais importante é que este material está ligado, principalmente, à nossa saúde.

Conheça mais sobre os benefícios:

A palavra inoxidável significa material que não é passível de oxidação, ou seja, na linguagem popular não enferruja. Tecnicamente podemos dizer que é um material de difícil corrosão. Isto acontece na composição química deste material, por possuir elementos de liga que combinados com o ferro, o tornam altamente resistente. Os elementos de liga responsáveis por isso são o cromo (Cr) e o níquel (Ni). O cromo forma uma dura camada passiva na presença do oxigênio ( Cr2O3 ) que o protege da corrosão do meio ambiente.

A indústria utiliza o aço inoxidável levando em consideração o tipo adequado em cada aplicação. Desta forma, para o uso do inox com sucesso, primeiramente, devemos identificar a aplicação e o ambiente onde o produto estará inserido e a partir daí, selecionarmos o tipo mais adequado.

Mesmo existindo diferentes classificações, podemos a princípio, dividir os aços inoxidáveis em dois grandes grupos: a série 400 e a série 300. A série 400 é a dos aços inoxidáveis ferríticos e martensíticos, aços magnéticos, basicamente ligas Fe-Cr. Já a série 300 é a dos aços inoxidáveis austeníticos, aços não magnéticos, basicamente ligas Fe-Cr-Ni.

Prezando sempre pela qualidade, a Brusinox trabalha com os materiais da linha 300 (mais especificamente o aço inoxidável 304), pois é um material mais resistente a corrosão em relação a linha 400, devido ao maior percentual de Cromo (Cr) e de Níquel (Ni) em sua composição, sendo o material mais adequado para ser utilizado na indústria alimentícia.

Além dessa, o material também é utilizado em equipamentos hospitalares, na indústria de medicamentos, nos hotéis, restaurantes e até nas residências.

Por: Eng. Mário Giovani Pinotti